//Ajuda à formação de 30 seminaristas da Comunidade Shalom

Ajuda à formação de 30 seminaristas da Comunidade Shalom

2018-05-14T11:37:12+00:00junho 17th, 2010|Projetos|

Tal como os discípulos no tempo de Jesus, eram doze quando fundaram, em 1982, a sua comunidade num bar em Fortaleza. Falamos aqui da Comunidade Católica Shalom, que surgiu do movimento da Renovação Carismática.

Atualmente é uma associação privada de direito pontifício, cujos mais de 3.100 membros participam em atividades apostólicas da nova evangelização, trabalhando com desabrigados, crianças abandonadas e visitando pessoas atingidas por doenças e pela solidão. “Procuramos apoiar nas cidades os jovens e os adultos que caíram nas drogas, na prostituição e com outros problemas, porque queremos ajudá-los a reintegrar-se na sociedade”, escreve o fundador da Comunidade Shalom, Moysés Louro de Azevedo Filho.

A Comunidade Católica Shalom já existe em 35 dioceses. A Comunidade coloca-se à disposição das dioceses e também colabora no âmbito sócio-caritativo. A sua missão é aproximar-se de quem está afastado da Igreja de Jesus Cristo, principalmente dos jovens. Para eles, o bar de Fortaleza é um ponto de atração, e para se dirigir aos jovens a Comunidade Shalom utiliza os novos meios de comunicação, como a rádio.

A Comunidade não existe apenas no Brasil: também há membros na América do Norte, na África, em Israel e na Europa, entre eles nove sacerdotes. Atualmente, conta com numerosos candidatos ao sacerdócio, mas sem condições de poder financiar a formação destes. O nosso apoio beneficia jovens como Rodrigo dos Santos, um dos 22 seminaristas que estudam filosofia e que frequentam o segundo ano de estudos. Ainda há mais 8 que estudam teologia; um deles é Eudes Samperi, que acaba de terminar o seu primeiro ano de estudos. Todos os candidatos ao sacerdócio se formam em Fortaleza.

Ali, na capital do Estado do Ceará, o distância entre pobres e ricos é visivelmente grande. Um terço dos seus 2,5 milhões de habitantes vivem em favelas, onde muitos jovens caíram na prostituição. Além disso, as seitas estão a se espalhar pela região. Por todas estas razões, é muito importante que uma comunidade como Shalom se ocupe das pessoas que se encontram marginalizadas e, para este fim, os sacerdotes bem formados representam uma ajuda de valor incalculável para a pastoral na Diocese de Fortaleza. O compromisso dos sacerdotes da Comunidade Shalom fortalece a pastoral em todas as dioceses onde estão presentes. Para que esta situação continue assim, a ACN irá apoiar a formação dos futuros sacerdotes como Rodrigo dos Santos e Eudes Samperi.

Para ajudar este e outros projetos auxiliados pela Ajuda à Igreja que Sofre, clique aqui e faça uma doação!

One Comment

  1. elizabeth tomie nascimento 23 de junho de 2010 at 21:27 - Reply

    PAZ E BEM..É TÃO BOM SABER QUE EXISTI PESSOAS QUE SE PREOCUPA COM OS MAIS MARGINALIZADOS,COLABORO O QUANTO POSSO..E TAMBÉM REZO MUITO PELOS JOVENS QUE ESTÃO PERDIDOS NAS DROGAS,PROSTITUIÇÃO…QUE DEUS MANDE MAIS ANJOS..PORQUE VOCÊS SÃO ANJOS TERRESTRES ,”DEUS OS ABENÇÕES E OS PROTEJA NESTA CAMINHADA DIFICÍL…

Leave A Comment