//Haiti: Prestação de contas e planos para o futuro

Haiti: Prestação de contas e planos para o futuro

2010-02-24T12:57:04+00:00fevereiro 24th, 2010|Notícias|

O líder da Igreja Católica no Haiti falou do seu profundo agradecimento pela ajuda recebida da Ajuda à Igreja que Sofre logo após o terremoto que devastou o país caribenho.


Em uma carta enviada no início desta semana, o arcebispo Louis Kébreau, Presidente da Conferência Episcopal do Haiti, agradeceu à AIS pela ajuda emergencial (300 mil reais) que chegou em poucos dias após a catástrofe. “Com esta carta, gostaria de manifestar a minha profunda gratidão em nome da Conferência Episcopal do Haiti e também dos seminaristas. O verdadeiro amor é compassivo. O gesto amável de vocês nos dá força e esperança para construir e unir os nossos esforços para continuar …”.

Sua carta coincidiu com outra mensagem enviada à AIS pelo núncio apostólico no Haiti, dando um relatório sucinto sobre como o dinheiro foi gasto nas mais diversas necessidades. No relatório, o núncio, arcebispo Bernardito Auza, explicou que o pacote de ajuda contribuiu para um amplo programa de apoio emergencial, incluindo a distribuição de arroz e feijãopara pessoas carentes.

Ao mesmo tempo, a ajuda se estendeu para mais de 200 seminaristas que ficaram abandonados após a queda do edifício do seminário. Pelo menos 26 seminaristas morreram no terremoto, incluindo 10 seminaristas da ordem Monfortina que morreram quando o microônibus que estavam foi esmagado pelos detritos dos prédios.

Em sua mensagem, Dom Kébreau disse que os seminaristas estão agora recebendo acompanhamento médico contínuo e aconselhamentos.

A maior parte da ajuda está sendo gasta na capital, Porto Príncipe, mas o apoio de emergência também está indo para as dioceses vizinhas de Jacmel, Cap-Haitien e Hinche, com planos ainda a serem implantados para a ajuda em regiões menos afetadas, incluindo Jérémie, Les Cayes e Fort-Liberté.

O núncio passou a enfatizar a tarefa enorme de reconstrução, que vai levar anos, até mesmo décadas, para ser concluída. Este desafio vem em meio a novos relatórios indicando que a escala da devastação foi muito pior do que o anteriormente estimado.

Rene Preval, presidente do Haiti, anunciou nesta segunda (22 de fevereiro) que o número final de mortos deverá atingir cerca de 300.000 – muito superior ao inicialmente estimado.

Delineando projetos de longo prazo, o núncio apontou planos para ajudar escolas de Porto Príncipe, incentivando crianças a não abandonarem os estudos e a não perambularem pelas ruas neste momento de caos.

Coordenadores de projetos da AIS estão planejando uma visita ao Haiti, em abril, para avaliar a médio e longo prazo quais serão as prioridades da Igreja, com a orientação dada pelo núncio e o arcebispo Kébreau.

Apesar dos enormes encargos, a mensagem do arcebispo Kébreau foi otimista. Ele escreveu: “Meus sentimentos estão com vocês [AIS]. Deus é amor, verdade e justiça e ele nos quer para criar uma nova civilização, uma civilização de amor”.

3 Comments

  1. Esvânia de Fátima 14 de março de 2010 at 21:50 - Reply

    Se nos unirmos pela solidariedade, podemos muito ajudar o proximo sofredor.Apesar da dor ainda há esperança.

  2. MARIA APARECIDA 24 de março de 2010 at 19:58 - Reply

    EU QUERO MUITO AJUDA ADOTANDO UMA CRIANÇA DO HAITI E GOSTARIA DE SABER SE É POSSIVEL ?
    POR FAVOR ME AJUDEM .

  3. elizabeth tomie nascimento 29 de março de 2010 at 16:53 - Reply

    Só no AMOR DE DEUS encontraremos força para resgatar a nossa fé e coragem de levantarmos ,ajudando o nosso próximo e sofrer junto com eles a dor das perdas.,orando sem cessar.PAZ E BEM.

Leave A Comment